Domingo, 7 de Setembro de 2008

O tempo pergunta ao tempo qt tempo o tempo tem...

... e eu respondo... Tempo? Para quê?...

 A Vida dá voltas e tem designios q SÓ Ela sabe... O Sr. Que ão Quero na Minha Vida teve um acidente... ironia das ironias... q quem é que um dos melhores amigos dele liga para r ao hospital ter com ele e dar-lhe apoio? A mim. Era 6h30 da manhã:  " Estou, Bianca? O xxx teve um acidente, está aí no hospital de XX.". Disparo de adrenalina. Saltei da cama, qd dei por mim já estava, calmíssima, nas urgências a pedir à senhora para me deixar entrar pois eu era o mais parecido com família q ele tem aqui. Lá fui. O resto são tostôes. Daí, que foi há quase dois meses atrás, a este mometo, em q teclo este post com ele aqui deitado ao lado, foi um piscar de olhos.

Não o amo. Não o quero como homem. E não consigo voltar-lhe as costas. Já me pediu desculpa e agradeceu trinta mil vezes o q faço por ele. Eu digo q já lhe desculpei e que quero é que ele se ponha bom e construa a sua Vida, seja Feliz.

Então porquê este peso imenso aqui dentro, porquê esta tristeza q me invade... porquê estar a sujeitar-me a uma situação que não me faz feliz, em NADA? Q raio estou eu a fazer? Tenho a minha Vida, os meus amigos, a minha famíla, o meu trabalho. Deixei tudo para segundo plano, à expecção do trabalho, e passo o tempo com ele, a dar-lhe assistência no que for preciso. Mas porquê é q faço isto? Se não me traz satisfação nenhuma? Só me faz sentir miserável? E se for preciso daqui a dois meses anda outra vez a berrar comigo e deixa de me falar outra vez. Estou cheia de medo. Por um lado não consigo virar-lhe as costas, mas por outro não confio nele, e sei q se achar q o estou a "empatar" em alguma coisa, me volta a dar outro pontapé no cú como se eu fosse uma merda qlqr. E isso não pode voltar a acontecer. Agora precisa de mim, anda calmo. Mas sei q a realidade não será essa. Serei eu estúpida para estar já a ver como é q esta merda vai acabar e ainda assim me sujeito a esse final ingrato? Para mim amigos para sempre estáva optimo. Preciso de construír a minha, de continuar o que já estáva lançadíssima a fazer, evoluír, e estar aqui... não estou a investir em nada, não estou a investir em nada. Estarei só a perder o meu tempo. Precioso tempo... sem tempo para mais nada... :'/

sinto-me: infeliz
tags:
aluado por Bianca às 18:13
link do post | vem até à minha Lua Azul | favorito
|
11 comentários:
De Jorge Soares a 8 de Setembro de 2008 às 10:39
Olá

Cheguei aqui por acaso, li o post e não consegui sair sem deixar uma palavra.

Parece-me que sabes muito bem o que queres para ti, não é fácil virar as costas a alguém, mas por vezes tem de ser, não desistas de ti, da tua vida, dos teus amigos, tu sabes que tens que seguir em frente........ segue.

Jorge
De Bianca a 8 de Setembro de 2008 às 23:57
Tens razão Jorge. O q me faz ficae nenão?
Grata pelas tuaspalavras... *
De Jorge Soares a 9 de Setembro de 2008 às 00:18
Já li o post seguinte, o que faz ficar?, acho que o que te faz ficar é o medo à solidão, tu achas que apesar de tudo ele te ama, e preferes ficar com ele, apesar da dor que ficares sozinha.

Mas isto são simplesmente palavras, vou-me repetir, de tudo o que li, acho que tu sabes o melhor para ti, sabes que vales muito mais que isso e que podes seguir em frente por ti e para ti.

Força
Jorge
De blogando-me1 a 8 de Setembro de 2008 às 11:26

Depois volto.....
De Bianca a 8 de Setembro de 2008 às 23:57
... querida...
**
De lovenox a 8 de Setembro de 2008 às 15:11
Ora bem, estranhei o teu desaparecimento por estas bandas e quando regressas trazes contigo esta surpresa.
Que dizer?
Em primeiro lugar dar-te os parabéns, pela atitude que tiveste de prontamente ajudar quem te pediu ajuda, tive uma situação dessas há bem pouco tempo.
Depois vem o mais mau, que é perguntar o que vai ser a seguir quando passar a tormenta, para já demoraste tanto tempo a conseguir algum equilíbrio emocional e agora tudo isto vem de novo mexer contigo.
No meu caso aprendi que os agradecimentos talvez não sejam nenhuns, mas que devemos ficar de consciência tranquila porque não virámos as costas a quem precisou, isso demonstra o nosso carácter, a nossa força, por outro lado o reverso da medalha, que fazer a seguir?
Ajudar não significa tomar posse nem tens que ficar eternamente com quem não queres.
De Bianca a 8 de Setembro de 2008 às 23:56
É estranho. Há mt tempo q não sinto medo de morrer.
Um abraço e grata.
De variando a 10 de Setembro de 2008 às 16:11
Olá amiga Bianca. Fico contente por a ver reaparecer, a verdade é que à semelhança de outros bloguistas que a lêem, também andava preocupado com a sua ausência, sabe que quando nos habituamos a uma companhia, mesmo que virtual, acabamos por adquirir sentimentos.
Quanto ao motivo da sua ausência, parece-me que você é uma jóia de pessoa e espero que receba a recompensa que merece.
A recompensa que está a receber agora passa "simplesmente" por fazer alguém sentir-se acarinhado e protegido, até poderá não vir a receber nenhuma palavra de gratidão pelo que está a fazer, no entanto parece-me que se deve sentir bem e orgulhosa por si.
Um beijo com um grande carinho e admiração!
De Bianca a 11 de Setembro de 2008 às 00:31
... as tuas palavras são já, por si só, uma recompensa pelo q estou a fazer! Muito grata :) e as minhas desculpas pela desapareciemnto, sei o q dizes, pois tb o sinto... primeiro o trabalho, em excesso e sem tempo para relaxar em frente ao pc e partilhar umas ideias, e agora, a juntar-se ao trabalho, o meu part-time de enfermeira/amiga/cozinheira, e sei lá mais o k...
Um beijinho enorme com gratidão e amizade :**
De Marisa a 17 de Setembro de 2008 às 17:53
Olá, encontrei o teu blog por acaso, li gostei e agora vou comentar:
Quando dizes " Não o amo. Não o quero como homem. E não consigo voltar-lhe as costas. " se realmente é verdade, penso que tens é medo de amar...

Marisa
De Bianca a 18 de Setembro de 2008 às 00:01
Sim, muito medo. Não quero. E tb tenho medo de não amar. De secar. Sinto-me complectamente perdida. Grata pelas tuas palavras, um abraço :**

Comentar Luar

.O meu ADN Visual :)

Read my VisualDNA     Get your own VisualDNA™

.Passaram por esta Lua...

xanga tracker
Digital Blue Cameras

.luares recentes

. A Dôr de Sentir e Saber

. o fim

. Cegueira

. inércia

. Inconsistência

. Já não tenho palavras

. A Paz que não existe

. ai... suspiro...

. HOMEM

. Coração fora

.Luas passadas

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Maio 2006

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.blá blá blá?

.favorito

. Covardia

. "Amigo"

. Compadre Inventor

. Tu ... um encontro ...

. o maior tesouro do mundo

. Não sei o quê ...

.pesquisar nesta Lua

 

.subscrever feeds