Sábado, 11 de Novembro de 2006

in deep s###

 

... direito a fazeres a tua Vida? Claro que tens...

Não tens é direito de me abandonares à minha miséria, neste inferno em que vivo por causa disto... Não tens o direito de me virares as costas, egoístamente, porque estás em "alta", na boa, nessa merda em que decidiste meter-te. Não tens o direito de, depois de ANOS de dedicação, amor, companheirismo e amizade, me tratares com essa cruel indiferença, frieza, como se tivessem sido 8 dias em vez de anos... com esse silêncio que me destrói! A isto não tens direito nenhum porra!

Tens direito a fazeres a tua vida, mas NÃO em cima da minha miséria, em cima dos cacos da minha. Ainda dizes ser meu amigo... aqui quem tá na merda sou eu, não és tu... e sou eu é que tenho de me controlar, de dar tempo, de ter paciência, de me portar com dignidade, dar-me ao respeito, ser tua Amiga, não perder o equilíbrio... e compreender essa maldade egoísta com que me tratas...

socorro...

... afinal, que merda sou eu, afinal de que valeu todo o Amor, toda a Vida partilhada, toda a fidelidade, toda a força para te puxar dessa inércia onde gostas de te deixar ficar e fazer-te feliz, como fiz? Do que é que isto tudo valeu?! De que vale ser bom carácter, fiel, amiga, companheira, dedicada, zen e não fútil, se depois vem uma cabra qualquer e fica com tudo, tudo aquilo que te ajudei a construír, quer como homem, quer em coisas palpáveis? De que vale?...

Há uns tempos atrás enviaram-me um "pensamento do dia" pó mail:

"O amor é como o capim: voçe planta, ele nasce, voçe cuida, ele cresce... e depois vem uma vaca qualquer e acaba com tudo.", ri-me. Hoje, choro. Desespero... Morro, devagarinho e dolorosamente... estou exausta... só me apetece chorar, enroscar-me sobre mim mesma, encolher-me na minha dôr, e gemer, amaldiçoar esta dôr que sinto, arrancar este coração aqui de dentro e jogá-lo fora, para bem longe, para não o sentir! Que inferno. Estou a desistir. E sei que preciso de ajuda. Tenho medo do que penso.

 

aluado por Bianca às 18:59
link do post | vem até à minha Lua Azul | favorito
10 comentários:
De suy a 11 de Novembro de 2006 às 19:55
Oi amiga!!!Li atentamente o teu post...Queria muito puder tirar-te a dor que sentes,mas por mais palavras que te diga sei que não vou conseguir...Sei tambem que por mais que tentes tirar esse amor do teu coração não é nada facil,mas nesta altura amiga é o melhor que tens a fazer...Não te massacres mais por um homem que não te dá valor e que te maltrata...Vais ver que a tua vida vai ser muito mais agradável...Sei que não é nada facil mas tenta...Beijinhos da suy
De sonhadora a 11 de Novembro de 2006 às 20:02
Sei que nenhuma palavra te deve dar alegria mas CORAGEM! Tens que ter coragem e MUITA FORÇA! Ninguém merece as tuas lágrimas!
De Luminusidade a 11 de Novembro de 2006 às 23:02
Amiga ... como posso eu despojar-te de tamanha dor e tormento ... recebe o meu abraço fraterno ... recebe o meu beijo de compreensão ... recebe o pouco que este meu coração ainda tem para dar .... amizade incondicional ...
Keria eu ser o vento ... para que pudesse soprar para bem longe todo esse tormento ... keria eu ser o mar ... para lavar as tuas lágrimas ...
Keria eu estar junto a ti ... e poder arrancar-te todo o momento triste que pudesses ter ...
Amiga ... eu estou aqui ...para ti ...
Beijinhos imensos de profunda união.
De Love and Devotion a 12 de Novembro de 2006 às 11:52
Olá! Ontem depois de ler o teu post, perguntei-me: “O que é que eu poderei dizer para animá-la ou dar-lhe força?” Mas, depressa cheguei à conclusão que nada do que pudesse dizer, mesmo nada, iria diminuir, nem que fosse um pouco, todo o sofrimento que estás a sentir. Fiquei apenas com a sensação que a única coisa que poderia fazer, era ficar a assistir de camarote à tua dor, apenas e só isso, sem poder fazer ou dizer absolutamente nada que revertesse o teu quadro clínico! Mas, hoje de manhã, enquanto hibernava, fez-se luz! Lembrei-me de mim e de uma das minhas regras de ouro para começarmos a soltar daquilo que nos atormenta: desligar radical e definitivamente da pessoa em questão! Talvez esta tarefa tenha sido algo “fácil” para mim, porque faz parte do meu ser radicalizar na vida: ou é ou não é, nem que esteja no subsolo da fossa! A questão de continuares “amiga” dele após a relação é uma falsa questão! Isso não existe! É apenas um pretexto para te manteres em contacto com ele e ele por seu turno manter um porto de abrigo disponível, para o caso da outra relação não dar certo! Disso, não tenhas a menor ilusão! Acho que vocês os dois estão a enganar-se a si mesmos! Se queres tentar sair do buraco onde te encontras, POR TI E SÓ POR TI, porque primeiro estamos nós e depois os outros (e ai de quem pensar o oposto, sob pena de ser caçado pela caça, porque a vida é mesmo isso: uma selva), tens de te afastar imediatamente dele, isto é, não falar, não ver, NADA, ZERO! Estou a falar sob conhecimento de causa! Não foi fácil para mim, e acredito que essa ideia para ti seja impensável, mas tem mesmo de ser POR TI E SÓ POR TI! O facto de te manteres “amiga” dele só te irá arruinar, on and on and on! No illusions! Tens de te afastar dele radicalmente, e sair com outras pessoas, e quem sabe arranjar um “amigo colorido”! Não cura, mas dá para o gasto! Acredita, e verás! Pensa realmente no assunto! Não ignores alguém altamente calejado!
De Phandora a 12 de Novembro de 2006 às 14:03
Por um momento desejei pegar a sua dor e jogar nas profundezas do oceano para ter certeza que de lá jamais alguém poderia sentí-la novamente. Mas não posso... existem caminhos que precisamos percorrer até o fim, por mais dolorosos que sejam, a diferença é "como" e "com quem" percorreremos esse trajeto. Eu confio muito em Deus, ele me ajuda quando estou na pior, acredite, já estive assim também... e descobri que tudo passa.
Você não está sozinha, a melhor parte do relacionamento permaneceu - "Você". Está na hora de recomeçar, não esqueça o passado por que ele nos traz lições, mas siga certa que todo bem que fazemos são sementes que plantamos para nossa própria alegria.
Muitos beijos e sê feliz!
De anck a 12 de Novembro de 2006 às 21:41
Bianca,
fico completamente de rastos com esses teus gritos mudos atraves das palavras.Ha alguma coisa que possa fazer para te ajudar?Por favor diz.....Odeio sentir-me impotente e ver os amigos a sofrer sem poder fazer nada....Toda a gente diz que o amor ta muito perto do odio.sabes porque?porque um dia o amor perguntou ao odio porque o odiava tanto.O odio respondeu que era porque um dia o tinha amado demais.entendes?
Tas a transformar o teu sentimento em raiva contida,em odio...entendo-te porque passo pelo mesmo,sou odiada,porque um dia me amaram demais....estou aqui para ti,sempre.beijinhos
bibocas
De anck a 12 de Novembro de 2006 às 21:43
Bianca,
fico completamente de rastos com esses teus gritos mudos atraves das palavras.Ha alguma coisa que possa fazer para te ajudar?Por favor diz.....Odeio sentir-me impotente e ver os amigos a sofrer sem poder fazer nada....Toda a gente diz que o amor ta muito perto do odio.sabes porque?porque um dia o amor perguntou ao odio porque o odiava tanto.O odio respondeu que era porque um dia o tinha amado demais.entendes?
Tas a transformar o teu sentimento em raiva contida,em odio...entendo-te porque passo pelo mesmo,sou odiada,porque um dia me amaram demais....estou aqui para ti,sempre.beijinhos
bibocas
De PFghost a 13 de Novembro de 2006 às 10:07
sei o que sentes.......sei mesmo infelizmente!!!.
dizer tudo passa ? Não... Não podia ter essa hipocrisia, que nos faz crescer ? sim , é verdade, mas também nos destroi , é como se nos arrancassem os braços e nos colocassem uma protese, é como se á noite já nãio tivesse significado chegar a casa, ou fizesse sentido um simples sorriso, não existe paciência para sorrir, é complicado.
Espero que ultrapasses esta fase.....que cresças mais ainda, não deistas, nestas alturas vêmos a força que temos, porque até aqui é normal um pouco de anulação, absorsão devido á outra pessoa. Tens muito mais força do que julgas, acredita. Foram 10 anos........que pareceram 10 dias para a forma indiferente e desconcertada com que as coisas aconteceramFORÇA...vais ultrapassar, quando quiseres desistir, lembra-te que és bem melhor que a outra pessoa e vais sair por cima. Acredita em ti!!
De PFghost a 13 de Novembro de 2006 às 11:01
Agitam as almas o junco que enlameado , seco, ao partir brandam nas árvores um eco que dor ecoa em noite escura sem lua escondida atrás do grande álamo.
Já não chega o silêncio, que estranhamente zumbe em direcção a um abismo sem fundo.
Queimam-se as palavras a ardem na alma o atrito de uma queda que não tem fim.
E pelo fim esperamos um principio construído no barro que endureceu e petrificou, criou irreversivelmente danos, recordações, memórias .
Nos danos encontramos ensinamento, nas recordações um sorriso, mas o que custa são as memórias que fazem docemente escorrer as lágrimas que correm no nosso coração.
Diluído , consternado, abatido, subjugado, domado, acabrunhado, atormentado, flagelado, fustigado,....tudo isso, ainda assim palavras não definem alguns sentimentos.
Como saudade
Como amor
Como paixão.
De nadi a 7 de Maio de 2007 às 21:51
sei qe nao me conheces de lado nenhum nem eu te conheço, mas tou a passar por uma situaçao identica, axo qe consigo compreender te...de qe vale fazer promessas das quais eles sabem qe nao as vao cumprir?qnd nos damos e faxemos td aqilo qe podems e ate mais e eles parece qe nao foi nada..?! dps desprezam nos e nao sao capaz de dixer aqilo qe realmente pensam ou qerem fazer...td isto e uma situaçao complikada na qual temos qe engolir td e qem sabe um dia podermo nos vingar...qem sabe nao sentiram a falta dakilo qe tinhams..
em relaçao aos pensamentos tbm ja tive uns pessimos...mas acredita qe nao e a fugir dos problemas qe vams resolver...tems qe enfrentar e tornar nos fortes com td o qe aprendemos!!! dsculpa a invansao...

Comentar Luar

.luares recentes

. A Dôr de Sentir e Saber

. o fim

. Cegueira

. inércia

. Inconsistência

. Já não tenho palavras

. A Paz que não existe

. ai... suspiro...

. HOMEM

. Coração fora

.Luas passadas

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Maio 2006

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.blá blá blá?

.favorito

. Covardia

. "Amigo"

. Compadre Inventor

. Tu ... um encontro ...

. o maior tesouro do mundo

. Não sei o quê ...

.pesquisar nesta Lua

 

.subscrever feeds