Segunda-feira, 9 de Abril de 2007

A Vivência...



... amor novo... carro "novo" (eheh)... casa nova?... será que devo?...
... o meu querido "raptou-me" para casa dele, já nem me lembro da última vez que dormi em casa... por um lado sinto-me muito bem com ele, lá em casa... mas por outro sinto que estou a ir depressa demais... ainda nos estamos a conhecer, e quando dou por mim já estou a fazer vida conjunta com ele.. o cozinhar, o limpar, o acordar junto, o quotidiano da nossa vida a dois... esta-se bem, gosto muito dele e da sua companhia... mas... às vezes tenho vontade de regressar para o meu ninho, dar um tempo nesta vivência a dois, sinto que estou a facilitar demasiado esta conquista, e por vezes apetece-me por um travão nisto, abrandar... ver se ele sente a minha falta, ver se sinto a falta dele (eu ia sentir, de certeza). O meu querido ex-namorado pediu-me várias vezes que fosse viver com ele... sempre respondi que não... sentia que não havia espaço para mim naquela casa... com o meu querido não acontece isso, talvez por este motivo já lá estou, e vou ficando... já lhe disse que qualquer dia regressava "à base" (minha casa), ao que ele respondeu, com a sua voz muito à homem: "Calma..."... noutro dia disse-lhe que por qualquer motivo tinha de ir a casa, e ele perguntou-me: "qual casa?" e eu respondi: "à minha", e ele: "Então aquela é que é a tua casa?"... e eu: "pois..."... mostra que ele me quer com ele, e veja a sua casa como minha... ele é um homem espectacular... mas às vezes apetece-me dar um abanão nisto, ver como ele reage, porque por vezes acho que ele está demasiado seguro do meu amor... o que não é verdade... estou super apaixonada por ele, ele tem tudo para que eu o ame, e quero realmente ficar com ele, mas sinto que lhe estou a dar "abébias" ao partilhar assim a minha vida com ele...
Parvoíces da minha cabeça, eu sei, mas a minha liberdade é uma coisa que sempre me foi preciosa, vivi durante muitos anos longe dela, achando que era assim que tinha de ser, para não magoar, para não causar desconfianças e inseguranças, e agora que a recuperei não a quero perder... eu dou-me muito bem sozinha... sempre dei... e esta situação do estar já praticamente a morar com o meu querido tira-me aqueles momentos de reflexão, de solidão que sempre apreciei, por um lado, e por outro ele deve pensar que me tem na palma da mão...
Enfim... calma... calma exige muita prática, e eu ainda ando a treinar... sempre fui um bocado impulsiva, e não quero dar um passo em falso.

.luares recentes

. A Vivência...

.Luas passadas

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Maio 2006

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.blá blá blá?

.favorito

. Covardia

. "Amigo"

. Compadre Inventor

. Tu ... um encontro ...

. o maior tesouro do mundo

. Não sei o quê ...

.pesquisar nesta Lua

 

.subscrever feeds